PORTAL

Presidiários quebram grades e tentam invadir cela de “estupradores” no Presídio Regional de Cajazeiras: detentos podem ser transferidos

Uma rebelião registrada na noite desta segunda-feira (19) no Presídio Regional de Cajazeiras mobilizou várias viaturas da polícia militar, corpo de bombeiros e do sistema penitenciário. O início do tumulto no interior da casa de detenção ocorreu quando um dos apenados solicitou ir ao hospital com objetivo de ser medicado, mas o pedido foi negado, pois a direção do presídio solicitou a presença do SAMU e o atendimento foi feito no local.

Irritados, os detentos quebrando grades e paredes da parte de cima do presídio com objetivo de chegar até a cela 15, onde se encontravam alguns presos isolados acusados de estupro. Inclusive, o pai que estuprou a própria filha em São João do Rio do Peixe.

Vários colchões foram incendiados e por pouco não houve o linchamento de alguns detentos. No momento que os presos rebelados quebravam a cela 15, os policiais e agentes penitenciários agiram desferindo vários disparos com munições não letais (bala de borracha).

Após uma hora da ação policial, os presos recuaram e o clima foi contido. O Corpo de Bombeiros esteve no local apagando o fogo que era visível da parte de fora do presídio. Cerca de 20 agentes da Cadeia Feminina de Cajazeiras e da Colônia Penal de Sousa estiveram no local participando da operação.

O comandante do 6º BPM Tenente Coronel Enéas Cunha esteve pessoalmente no local e revelou que na manhã desta terça-feira (20), será feito o restante do trabalho com a realização de pente fino e após isso alguns presos poderão ser transferidos.
Assista reportagem  


 
DESTAQUECZ  COM DIÁRIO DO SERTÃO
Compartilhe esta notícia :

Siga-nos pelo email

Seguidores

 
Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. DESTAQUE CZ - Todos os Direitos Reservados
Web Design Heraciel de Souza
Proudly powered by Blogger